Dor de crescimento

Lúpus eritematoso sistêmico juvenil
23 de fevereiro de 2017
Tire suas dúvidas sobre a Febre Reumática
23 de fevereiro de 2017

Que as crianças fazem de tudo para chamar a atenção dos pais, ninguém duvida. Mas, e aquela menina que acorda chorando de madrugada, reclamando de dor nas pernas várias vezes por mês? Ou o menino de 8 anos que não consegue pegar no sono por conta do mesmo problema?Cerca de 4 a 20% das crianças de 3 a 12 anos apresentam dor de crescimento, o que a torna uma das principais causas de dor crônica na pediatria juntamente com a dor abdominal e a cefaléia. O pico de aparecimento ocorre de 4 a 7 anos. Apesar da dor não ter relação direta com o processo de crescimento, a nomenclatura dor de crescimento já está consagrada na literatura mundial.

Características da dor:
• Dor crônica bilateral por mais de 3 meses
• Dor intermitente, não é contínua
• Localiza-se principalmente nos membros inferiores (região anterior das coxas e pernas, panturrilhas e espaço poplíteo), mas pode ocorrer nos membros superiores
• Horário da dor: principalmente período vespertino e noturno, podendo, a dor até mesmo, acordar a criança de madrugada
• Os exames físico, laboratorial e radiológico são normais

Sinais de alerta para outros diagnósticos diferenciais:
• Manifestações sistêmicas (febre, perda de peso)
• Dor localizada e unilateral
• Dor à palpação muscular ou óssea
• Inchaço e calor nas articulações
• Fraqueza muscular
• Alteração da marcha

Tratamento
A intervenção terapêutica mais importante é explicar para os pais e pacientes que a dor de crescimento é verdadeira e apresenta um curso natural benigno pois, isso ajuda na diminuição da ansiedade e do medo. A dor melhora sem deixar sequelas. Medidas não farmacológicas importantes: massagem local durante os episódios dolorosos, psicoterapia, terapia familiar, fisioterapia motora e programas de atividade física direcionada para crianças e adolescentes. Nos casos de crianças com episódios de dor muito intensa, o uso de analgésicos e/ou anti-inflamatórios, não hormonais, é recomendado para o alívio imediato da dor.

dor-crescimento